quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

O que eu preciso para programar para iPhone?


Certamente você ouviu falar que os usuários de iPhone (e iPad) são mais propensos a adquirir aplicações do que os usuários Android, certo? Nós já falamos (e mostramos pesquisas) que não é bem assim, porém, é um mercado muito atraente, logo, continuando nossa séria de artigos sobre iOS, vamos falar um pouco sobre o que é necessário para você criar Apps para os dispositivos da Apple. Depois, vamos mostrar como se programa e alguns exemplos de código.





Antes de mais nada...

Leia nossa matéria anterior "Cuidado: sua app pode ser rejeitada pela Apple"  e pense bem antes de criar sua app. É legal fazer uma lista de ideias, pesquisar na iTunes App Store e no Android Market, mas depois você deve passar pelo "crivo" das regras de avaliação de Apps que a Apple utiliza.

Você precisa ter um Mac!

Na época em que escrevemos este post (Fevereiro de 2012), os computadores Mac mais baratos, segundo a loja oficial da Apple (http://store.apple.com/br/) eram:

Modelo Características Preço
Mac Mini Intel Core i5 (dual core) 2,3 GHz 2 GB de memória e Disco rígido de 500 GB R$ 1.799,00
MacBook Air Tela de 11 polegadas, CPU Intel Core i5 (dual core) 1,6 GHz 2GB de memória e 64 GB de disco (flash) R$ 2.999,00
MacBook Pro Tela de 13 polegadas, Intel Core i5 (dual core) 2,4GHz, 4GB RAM e 500 GB R$ 3.599,00

É possível usar o Xcode (o ambiente de desenvolvimento) e o iOS Simulator (o Emulador de iPhone/iPad) em máquinas de 2 GB de memória RAM, porém poderá apresentar alguma lentidão.

Nós mesmos já testamos com um Mac Mini de 2 GB e funcionou relativamente bem. Depois, compramos memória extra, que pode ser adquirida em qualquer loja de informática, desde que você procure pelas mesmas características citadas na documentação do produto.

Só não sabemos como ficaria no MacBook Air, pois seu processador é um pouco mais lento, porém acreditamos que dá para "quebrar o galho".

Um Mac Mini com 4 GB RAM ou um MacBook Pro são máquinas ideais para desenvolver para iOS.

E um Hackintosh?

Segundo nosso próprio artigo (http://www.thecodebakers.org/2012/01/preparando-para-morder-maca.html), e a excelente matéria do site TechMundo (http://www.tecmundo.com.br/mac-os-x/3079-o-que-e-um-hackintosh-.htm), um Hackintosh é um PC (real ou virtual) rodando o sistema operacional da Apple, o Mac OS.

Existem vários sites que tratam do assunto, como: "http://www.blogdohackintosh.com/",  "http://www.hackintosh.com/" e "".

Porém, não é uma prática considerada 100% dentro da legislação, mesmo que você compre uma cópia do Mac OS X. A licença (EULA) de produtos da Apple não permite a instalação do Mac OS em um hardware que não seja licenciado por ela. Na verdade, em um artigo da Wikipedia (http://en.wikipedia.org/wiki/OSx86) diz que a Apple está em uma batalha judicial contra empresas que pretendiam fabricar "clones" de Mac, rodando o Mac OS.

Se você usar um Hackintosh, terá dificuldades em colocar sua app no iTunes App Store.

Ouvi falar de usar Mac na nuvem, é possível?

Sim, é. A empresa MacinCloud (http://www.macincloud.com/) aluga horas de processamento em computadores Mac via Internet. Seus preços começam em US$ 20,00 por mês. Ela usa o protocolo RDP (Terminal Services), logo, pode ser barrado por firewalls. Outro problema é a velocidade. Nós usamos MacInCloud por algum tempo e consideramos muito difícil desenvolver usando somente ele.

Diríamos que serve para você aprender Mac OS, iOS e Xcode, mas para desenvolver profissionalmente, fica muito difícil.

Tá, já sei que tenho que comprar um Mac... E o que mais?

Então... Você precisa aprender os fundamentos do iOS, a interface gráfica Cocoa Touch e Objective-C. Depois, se conseguir criar uma App legal, precisará se inscrever no Apple iOS Developer Program, que lhe dará acesso ao iTunes Connect e permitirá que envie apps para a App Store.

A Apple tem dois tipos de associação com os programadores (https://developer.apple.com) : Registered Apple Developer, que é gratuito e necessário para que você acesse a documentação do iOS, e o iOS Developer Program, que é pago e lhe permite enviar Apps para publicação.

A inscrição no iOS Developer Program custa US$ 99,00 por ano, e lhe permite, além de submeter a app, instalá-la em qualquer dispositivo móvel Apple. Se optar por se associar com desenvolvedor individual, você poderá instalar sua app diretamente em até 100 dispositivos móveis por ano.

Não adianta! Sem ser membro do iOS Developer Program, você NÃO CONSEGUE RODAR A APP EM SEU DISPOSITIVO MÓVEL!

Esta proteção é diferente do que os desenvolvedores Android estão acostumados, mas é assim mesmo. E nem pensar em usar Jailbreak (http://en.wikipedia.org/wiki/IOS_jailbreaking)!

E eu preciso ter um iPhone?

Bem, depende muito do tipo de app que você vai criar. A rigor, você não precisa ter um dispositivo móvel para criar uma app, se ela não utilizar recursos específicos, como: sensores, telefonia etc.

Porém, as regras de avaliação de Apps da Apple são muito exigentes, incluindo fatores como: usabilidade e design. Para avaliar se sua app é ou não compatível, a melhor maneira é testar em mais de um dispositivo físico.

Se você quiser começar, pode optar por usar um iPod touch, que na loja oficial da Apple (http://store.apple.com/br/) custa R$ 719,00 (Fevereiro de 2012).

Mas atenção com a versão! Nós temos um iPod touch antigo (2g) que instalamos iOS 4, porém a Apple não oferece o upgrade para iOS 5 para ele! Tem que ser um iPod touch mais recente, de preferência com Retina display.

É difícil usar Objective-C?

É sim. Nós somos desenvolvedores experientes, com várias apps desenvolvidas em plataformas móveis, desde o antigo Palm-OS até Android, passando pelo Windows Mobile. Conhecemos "C", "C++", "C#" e Java, porém consideramos Objective-C uma das linguagens mais complexas que já vimos.

Mas talvez não seja o mais difícil... O próprio ambiente Cocoa Touch apresenta muitas diferenças para plataformas similares, como o Android. Você tem que reavaliar suas crenças e experiências, pois a filosofia e a interface da Apple são muito diferentes.

E o Xcode não é muito simples... Para quem está acostumado ao "eclipse" ou "NetBeans", o Xcode é uma verdadeira tijolada nos "países baixo". Sua interface é diferente e sua filosofia de desenvolvimento também.

Em nosso livro de iOS, usaremos uma abordagem completamente diferente para explicar o ambiente, a qual acreditamos que seja melhor do que a utilizada por outros autores. Nós já lemos uns 5 livros sobre iOS e programação iPhone, logo, resolvemos escrever nosso próprio livro.

Caraca!

Cara, não desanime! Não se deixe abater pelas dificuldades que apresentamos aqui, pois não é essa a nossa intenção. Nós queremos que você aprenda a desenvolver para iOS e vamos te ajudar com esses artigos e tutoriais.

Além disso, você não deve desanimar com o Android Market! Nós acreditamos que as apps devem ser integradas a tudo: Facebook, Android e iOS, sem falar no Windows Mobile (Alô, Microsoft? Arrumem uma licença de Visual Studio - Ultimate para nós! Mas tem que ser 0800!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário